ExpoAmazônia promete movimentar os polos de bioeconomia e de Tecnologia da Informação da região

ExpoAmazônia Bio&TIC 2022, uma realização da Associação do Polo Digital de Manaus, do CBA, da Sedecti e do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas

No período de 30 de junho e 2 de julho de 2022, Manaus vai sediar a ExpoAmazônia Bio&TIC 2022, evento organizado pela Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), da Secretaria de Estado de Desenvolvimento Econômico, Ciência, Tecnologia e Inovação (Sedecti) e do Instituto de Conservação e Desenvolvimento Sustentável do Amazonas (Idesam), que tem por objetivo promete movimentar os polos de bioeconomia e de Tecnologia da Informação e Comunicação (TIC) da região, fomentando a geração de negócios e empregos, além de promover diversas oportunidades para a Amazônia.

“As matrizes agregam valor ao Polo Industrial de Manaus e temos a certeza que os polos de bioeconomia e de economia digital têm todo o potencial de matrizes complementares na geração de emprego e renda fazendo uso sustentável dos recursos naturais”, avalia o chefe de Departamento de Extensão Tecnológica e Inovação da Secretaria Executiva de Ciência, Tecnologia e Inovação (Secti) da Sedecti, Leonardo Silva.

Reunião de lançamento da ExpoAmazônia Bio&TIC 2022, na última quarta-feira (13/04), no auditório da Suframa)

O evento deve contar com uma área de exposição com estandes destinados a instituições que vão desde órgãos públicos até institutos de tecnologia da informação e comunicação e bioeconomia, universidades, startups, incubadoras e aceleradoras e, até mesmo, fundos de investimentos.

Também estão previstos debates sobre temas relevantes, em especial para a Amazônia, com representantes renomados de instituições nacionais e internacionais, de forma a contribuir com iniciativas que levem ao desenvolvimento de ações positivas para a sociedade local.

A estimativa dos organizadores é de que cerca de 20 mil pessoas visitem a ExpoAmazônia ao longo de toda a programação e possam verificar as tendências acerca dos segmentos de bioeconomia e de economia digital da região, que podem complementar as atividades hoje apoiadas no Polo Industrial de Manaus (PIM).

A presidente da Associação do Polo Digital de Manaus (APDM), Vânia Thaumaturgo, destaca que o “polo digital é fundamental e pode ser desenvolvido e alavancado para contribuir ainda mais na geração de empregos de qualidade na região. E a ExpoAmazônia tem esse foco, de fortalecer este segmento, bem como a bioeconomia”.

O gestor do Centro de Biotecnologia da Amazônia (CBA), Fábio Calderaro, destaca que a participação da instituição como realizador do evento é de grande relevância devido ao trabalho desenvolvido pela instituição na região.

“Sabemos da importância que temos em desenvolver vetores econômicos, principalmente desenvolver as cadeias produtivas endógenas, sabemos da relevância estratégica da bioeconomia como vetor econômico da Amazônia e o CBA é um instituto que não apenas apoia o empreendedorismo biotecnológico como também apoia a inovação e está integrado com todo o ecossistema, a Academia, empresas locais, com a base da cadeia produtiva, com os sistemas agroflorestais, sendo essa atuação de grande importância”, afirma.

O evento conta com o apoio de diversos parceiros, entre entes públicos e privados, todos cientes de seus papéis na promoção de ações que colaborem para o desenvolvimento não apenas da região amazônica, como também de todo o País.

A ExpoAmazônia Bio&TIC 2022 foi lançada oficialmente na última quarta-feira (13/04), no auditório da Superintendência da Zona Franca de Manaus (Suframa).

Fotos: Divulgação/Suframa

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.