Efeitos da pandemia fazem cresce demanda por serviços de saúde em domicílio em Manaus

Serviço de atendimento domiciliar do Sabin Medicina Diagnóstica na capital amazonense registrou em 2021 um aumento de 194% em relação ao ano anterior

Os efeitos da pandemia de covid-19 ajudaram a consolidar tendências que já se mostravam promissoras no Brasil e em Manaus mesmo antes da crise sanitária. Uma delas é o consumo de serviços em domicílio, que deve continuar expansão independentemente da retomada das atividades presenciais.

Dados do Núcleo Nacional de Empresas de Serviços de Atenção Domiciliar (Nead) mostram que entre 2019 e 2020, a demanda por pedidos em casa cresceu 15% no país. O cenário no setor de saúde seguiu a mesma tendência. O serviço de atendimento domiciliar do Sabin Medicina Diagnóstica na capital amazonense registrou em 2021 um aumento de 194% em relação ao ano anterior. “Mesmo após o período de pico da pandemia, a demanda se manteve em alta estável. Em 2022, após a terceira onda, estabilizamos os números com um aumento de 139% na procura, se comparada ao mesmo período de 2020”, comenta a coordenadora técnica do Sabin, Luciana Figueira.

Segundo ela, para atender o crescimento da demanda, que já vinha ocorrendo desde 2019, a empresa investiu em novas contratações e nos canais de comunicação com o público. Estruturamos o setor para oferecer um atendimento de excelência tanto a clientes que preferem fazer exames no conforto de suas residências – como idosos, parturientes ou acamados -, quanto a empresas que desejam cuidar da saúde de seus colaboradores sem a necessidade de deslocá-los do trabalho”, destaca Luciana.

O agendamento pode ser feito de forma simplificada. O paciente só precisa informar um documento de identificação e enviar o pedido médico e a carteira do plano de saúde ou o auto pedido, em caso de exames particulares. A atendente também orienta sobre o preparo para cada exame e marca a visita de um coletor preparado para o atendimento.

Comodidade

Praticidade e comodidade estão entre as principais motivações de quem opta pelo serviço, que funciona todos os dias, inclusive nos feriados, tanto para ambientes familiares quanto corporativos. Até mesmo visitantes em trânsito na cidade podem solicitar o atendimento no hotel onde estão hospedados. “A nossa equipe de campo atende com o mesmo profissionalismo e cuidado que o paciente teria em uma unidade. Como nosso objetivo é garantir conforto sem abrir mão da qualidade do exame, todo o time passa por constante processo de capacitação sobre qualidade e protocolos de biossegurança”, frisa a coordenadora do Sabin.

Segundo Luciana, os pais de bebês recém-nascidos, que ainda não completaram o seu esquema vacinal, estão entre os clientes que mais solicitam exames em domicílio. “Disponibilizamos mais de 3.500 exames laboratoriais, mas os testes do pezinho e da bochechinha são alguns dos mais pedidos”, afirma.

A comodidade se estende ainda aos resultados, que podem ser obtidos diretamente no site do Sabin ou por meio de seu aplicativo gratuito, disponível para download na App Store (iOS) e Google Play Store (Android).

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.