Prefeito David Almeida sanciona lei que garante reajuste salarial de 12,47% aos servidores da Semed

Lei inclui o pagamento retroativo a partir de maio deste ano, além de reajustar os auxílios alimentação e transporte. Mais de 15 mil servidores ativos no mês de maio receberão o reajuste

O prefeito de Manaus, David Almeida, sancionou nesta quarta-feira (15/06), a lei municipal que concede reajuste salarial de reajuste de 12,47% no salário dos servidores da Secretaria Municipal de Educação (Semed).

A lei, de iniciativa do Executivo, foi aprovada nesta terça-feira (14/06), pelos vereadores da Câmara Municipal de Manaus (CMM), após tramitação em caráter de urgência.

“Quero agradecer a toda a Câmara Municipal, que aprovou o reajuste salarial dos servidores da educação. A mensagem governamental que nós enviamos ontem de forma rápida e célere foi aprovada. Estou sancionando essa lei para que esse aumento possa ser concedido o mais rápido possível, retroativo ao mês de maio”, ressaltou David Almeida ao assinar o reajuste salarial dos servidores da educação.

A lei inclui o pagamento retroativo a partir de maio deste ano, além de reajustar os auxílios alimentação e transporte. Conforme o espelho de pagamento do mês de maio, mais de 15 mil servidores ativos no mês de maio receberão.

O reajuste salarial dos servidores da Semed vai gerar um impacto de R$ 85 milhões na folha de pagamento até o final do ano de 2022. Para a titular da Semed, professora Dulce Almeida, esse aumento representa a valorização que os servidores estão recebendo na atual gestão e que a equipe da secretaria trabalhou muito para que fosse possível.

“A equipe da Semed fez o estudo para que pudéssemos ter esse cenário positivo, que permitiu a assinatura. Isso é um ganho muito grande para a categoria. Temos o terceiro maior piso salarial do Brasil e isso reflete o compromisso do prefeito David Almeida com a educação”, completa.

 Fotos – Dhyeizo Lemos / Semcom

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.