Técnicos do Amazonas e Acre participam de capacitação sobre controle da malária, dengue, zika e chikungunya

Novas técnicas de controle de malária e arboviroses, repassadas aos agentes durante o curso de capacitação, vão contribuir para redução dos casos notificados por eles nos dois etados

Para fortalecer o controle vetorial dos programas da malária e arboviroses (dengue, zika e chikungunya), a Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Doutora Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), vinculado à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM), promoveu um curso de capacitação de agentes de endemias para controle de vetores, manuseio e equipamentos vetoriais nos municípios de Guajará (a 1.476 quilômetros de Manaus) e Ipixuna (a 1.367 quilômetros de Manaus).

De acordo com a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, a capacitação tem por objetivo, aprimorar os conhecimentos das equipes técnicas de controle vetorial com relação à biologia e comportamento dos vetores, assim como das técnicas, equipamentos e produtos utilizados na rotina dos programas de controle de malária e das arboviroses.

Como os dois munícipios amazonense fazem fronteira com o estado do Acre, os agentes de endemias do estado vizinho, também participaram do treinamento.  Entre os municípios do Acre que participam da capacitação estão Rio Branco, Cruzeiro do Sul, Marechal Thaumaturgo, Porto Walter, Bujari, Rodrigues Alves, Feijó, Epitaciolândia, Sena Madureira, Brasiléia, Mâncio Lima, Acrelândia e Capixaba.

“As medidas de controle de vetores da malária e arboviroses são ajustadas à realidade epidemiológica, de modo a garantir a redução da prevalência e interrupção da transmissão de doenças”, destaca Tatyana Amorim.

De acordo com o chefe de Departamento de Vigilância Ambiental (DVA) da FVS-RCP, Elder Figueira, a capacitação é uma forma de aprimorar os conhecimentos dos agentes de endemias do estado do Acre e do Amazonas.

“Estamos novas técnicas de controle de malária e arboviroses para os agentes dos municípios participantes da capacitação, contribuindo para redução dos casos notificados por eles em cada estado”, ressalta Elder.

Fotos: Divulgação/FVS-RCP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.