Procon-AM pede que bancos e operadoras de telefonia apresentem planejamento para o Festival de Parintins

Órgão solicitou dados sobre medidas que serão adotadas em caso de problemas na internet e falta de cédulas em caixas eletrônicos

O Instituto de Defesa do Consumidor do Amazonas (Procon-AM) notificou quatro operadoras de telefonia e internet e pediu esclarecimentos sobre a estrutura das empresas para o Festival Folclórico de Parintins 2022. O evento, que acontece nos dias 24,25 e 26 de junho, tem grande movimentação de amazonenses e de turistas brasileiros e estrangeiros, e, com isso, um aumento na demanda de internet.

O órgão enviou notificações às empresas Claro/NET, Oi, Tim e Vivo. Nos documentos, o Procon-AM pede que sejam encaminhadas as medidas que serão adotadas para aumento da disponibilidade e do alcance dos serviços de telefonia e internet entre os dias 20 e 30 de junho, os canais de atendimento emergencial e os contatos das equipes de manutenção e se elas estarão disponíveis 24 horas.

Bancos

Além das operadoras, o Procon-AM também notificou cinco bancos em relação ao planejamento para o Festival de Parintins. Banco da Amazônia, Banco do Brasil, Bradesco, Caixa Econômica e Itaú devem apresentar, em até dez dias, resposta sobre o abastecimento de cédulas nas agências do município de Parintins durante o Festival, disponibilidade de reposição em caso de emergência e os contatos para manutenção dos caixas eletrônicos.

“O Festival de Parintins movimenta o turismo, a economia e sobretudo a geração de emprego e renda no município. Essa projeção deve ter o suporte necessário, e, por isso, estamos previamente notificando tanto os bancos, quanto as operadoras, para minimizar os problemas relatados em anos anteriores”, sintetizou o diretor-presidente do órgão, Jalil Fraxe.

Foto: João Pedro Sales/Procon-AM

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.