Thaysa Lippy propõe à prefeitura de Manaus que fomente passeios turísticos à população idosa

Projeto viabilizar o acesso da população idosa a atividades turísticas, como exemplo, aquelas voltadas à saúde e ao bem-estar, sítios de valor histórico, museus e bibliotecas

Nesta semana, a vereadora Thaysa Lippy (Progressista) apresentou um projeto de lei, que propõe ao Executivo Municipal fomentar a prática de turismo à população idosa do município de Manaus.  Pelo PL, que “dispõe sobre passeios turísticos voltados à população idosa no município de Manaus”, o Poder Executivo Municipal “poderá firmar convênios, parcerias e instrumentos de cooperação com órgãos estaduais e federais, da Administração Direta e Indireta, entidades privadas e organizações não governamentais”.

De acordo com a parlamentar, a finalidade da proposta é estimular a visitação de idosos a pontos turísticos do Município e de outras regiões, garantida a acessibilidade a pessoas deficientes ou com mobilidade reduzida; viabilizar, sempre que possível, a gratuidade do passeio ou a modicidade de tarifas ou preços de ingressos e capacitar guias e monitores para acompanhamento dos passeios.

“A proposta reforça a qualidade de vida e ampara a questão socioemocional dos idosos. Eles querem se relacionar, conhecer lugares, passear e acredito que fazer uma cidade mais acessível a todos é de extrema importância”, disse a vereadora.

Segundo ela, o projeto visa a proporcionar à população idosa acesso a atividades turísticas, como exemplo, aquelas voltadas à saúde e ao bem-estar, ao ecoturismo, ao incremento de visitação a sítios de valor histórico, artístico e paisagístico, à fruição de museus e bibliotecas e de outros equipamentos, serviços e programas culturais, educacionais, esportivos e recreativos.

Ainda da proposta consta que “é necessário ampliar as políticas públicas municipais no sentido de: estimular a visitação de idosos a pontos turísticos do Município, garantida a acessibilidade a pessoas deficientes ou com mobilidade reduzida; viabilizar, sempre que possível, a gratuidade do passeio ou a modicidade de tarifas ou preços de ingressos e capacitar guias e monitores para acompanhamento dos passeios”, justifica a vereadora no PL

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.