Prefeitura de Manaus interdita trecho da rua dos Barés, no Centro, em virtude da cheia do rio Negro

Águas começaram a invadir a pista, dificultando a passagem de pedestres e veículos. Outras vias do centro, próximas às feiras da Banana e Manaus Moderna, já foram invadidas pelo rio Negro

A Prefeitura de Manaus, por meio do Instituto Municipal de Mobilidade Urbana (IMMU), vai interditar, a partir das 14h desta quinta-feira (12/5), a rua dos Barés, no cruzamento com a rua Pedro Botelho, no centro da cidade. A medida é necessária por conta do avanço do nível das águas na via, causando alagação e comprometendo a circulação de veículos no entorno. A interdição do tráfego vem sendo monitorada pelos agentes de trânsito do IMMU, que diariamente fazem rondas para constatar as alagações e a dificuldade de fluxo de veículos no local.

Na quarta-feira (11/05), o nível do rio Negro está em 29,14m, dois centímetros a mais que o dia anterior. Em média, o rio tem subido dois centímetros por dia, de acordo com o sistema de medição do Porto de Manaus.

A cota de inundação severa foi atingida no último sábado-feira (07/05), quando a régua de marcação do Porto de Manaus registrou o nível do rio Negro em 29,03m.

Manaus já tem dez bairros atingidos pela cheia, este ano. De acordo com dados a Defesa Civil Municipal, 900 metros de madeira foram utilizados, até esta quinta-feira, na construção de pontes, nesses bairros e também na região do Centro.

A expectativa é de que em breve seja decretada situação de emergência, na capital amazonense.

Em todo o estado, 30 cidades dos 62 municípios, estão em situação de alerta, por conta da cheia dos rios e outros 10, vivem situação de alerta. Vinte municípios já estão em situação de emergência. Cerca de 200 mil pessoas enfrentam as consequências da enchente, em todo o Amazonas.

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.