Amazonas lança painel de indicadores para acompanhamento do cenário epidemiológico da Malária

Indicadores além de dar transparência aos dados da saúde pública no estado é uma ferramenta de análise de dados epidemiológicos, importante para estabelecer as ações de governo

O Amazonas conta agora com um Painel de indicadores para acompanhar o cenário epidemiológico de malária no estado. O lançamento ocorreu nesta segunda-feira (25/04), Dia Mundial de Luta Contra a Malária, pela Fundação de Vigilância em Saúde do Amazonas – Doutora Rosemary Costa Pinto (FVS-RCP), instituição vinculada à Secretaria de Estado de Saúde do Amazonas (SES-AM).

O painel está disponível em: https://bit.ly/3xMxg5s

Entre os indicadores disponíveis no novo painel estão os casos novos positivos para a malária, discriminados por ano e por mês, com variação percentual comparativa entre os períodos, além do rank de municípios com local provável de infecção, distribuição dos casos novos positivos por áreas, por espécie parasitária, por faixa etária, por sexo e início de tratamento após a data dos primeiros sintomas.

De acordo com a diretora-presidente da FVS-RCP, Tatyana Amorim, o painel cumpre a função de dar transparência aos dados de saúde e funciona como ferramenta de análise de dados epidemiológicos. “Por meio do painel, é possível gerar informações que auxiliem o monitoramento da malária no estado, contribuindo para a tomada de decisões de controle e prevenção à malária”, destaca Tatyana.

A gerente de Doenças de Transmissão Vetorial – Malária do Departamento de Vigilância Ambiental (GDTV-Malária/DVA/FVS-RCP), Myrna Barata, destaca que a ferramenta é fundamental para o Amazonas, que é região endêmica para a malária.

“O painel vai direcionar os gestores na prevenção e controle da malária a partir de atividades estratégicas que levam em conta os dados epidemiológicos. O painel se soma às ações de controle já realizadas e representa importante ferramenta para alcançar a eliminação da malária no Amazonas”, afirma Myrna.

Estatística

O painel foi montado a partir do banco de dados do Sistema de Informações de Vigilância Epidemiológica da Malária (Sivep-Malária), oficial do Ministério da Saúde, que é consolidado pela Sala de Análise de Situação de Saúde da FVS-RCP (SASS/FVS-RCP).

“Tivemos o cuidado de padronizar os dados, gerando informações confiáveis e disponíveis para compartilhamento”, destaca a assessora da SASS/FVS-RCP, Leíse Fernandes, acrescentando que os dados estão sujeitos a constantes atualizações.

Dados consolidados pela SASS/FVS-RCP destacam que houve uma redução de 11,7% nos casos de malária no Amazonas, no comparativo entre o primeiro trimestre de 2021 e de 2022.

Entre os municípios com redução de malária no estado estão: Itacoatiara (-89%), Santo Antonio do Içá (-84%), Borba (-77%), Manacapuru (-75%), e Presidente Figueiredo (-72%).

De janeiro a março de 2022, foram registrados 10.124 casos de malária no Amazonas. Em 2021, foram 59.434 casos da doença no estado.

Foto: Natanael Maricaua/FVS-RCP

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.