Buscas por paraquedista desaparecido chegam ao décimo dia neste domingo

Luiz Cardelli desapareceu na sexta-feira (15/04), quando um grupo de 14 paraquedistas que realizava saltos na capital amazonense foi surpreendido pelo forte vento e pela chuva que atingiu a cidade

O Corpo de Bombeiros Militar do Amazonas (CBMAM), sob a coordenação da Secretaria de Segurança Pública do Amazonas (SSP-AM), entrou neste domingo (24/04), no décimo dia de buscas pelo paraquedista Luiz Henrique Cardelli.

Conforme determinação do Governo do Estado, um gabinete de crise foi montado no Centro Integrado de Comando e Controle (CICC), no bairro Aleixo, para organizar e planejar a operação de busca e resgate.

Cardelli desapareceu na sexta-feira (15/04), quando um grupo de 14 paraquedistas que realizava saltos na capital amazonense foi surpreendido pelo forte vento e pela chuva que atingiu a cidade.

Nestes últimos dias, as equipes concentram as buscas da cabeceira da ponte Philippe Daou até a Ilha das Onças (a 65 quilômetros de Manaus), além de já terem realizado uma varredura de superfície pelo rio na área dos bairros Tarumã (zona Oeste) e Puraquequara (zona Leste).

Neste domingo, as equipes concentraram as buscas próximo à praia de Paricatuba, em Iranduba (a 27 quilômetros de Manaus), seguindo até a região da Ilha das Onças.

Equipes do Batalhão de Incêndio Florestal e Meio Ambiente (BIFMA), equipe especializada em buscas em área de mata fechada, estiveram nesta semana em uma fazenda no Km 62 da estrada AM-070, para averiguar a informação de que uma senhora teria visto um objeto caindo próximo de sua propriedade. Chegando ao local, não foi constatada nenhuma pista do objeto.

O Corpo de Bombeiros está trabalhando com militares especialistas em mata fechada, equipes de mergulhadores e ainda conta com o apoio da Marinha, Exército, Aeronáutica, Polícia Militar, Polícia Civil e grupo de voluntários Suçuarana.

Nestes dez dias de buscas, as equipes de segurança pública do Amazonas e demais forças amigas estão trabalhando das 6h30 às 21h, na esperança de encontrar o paraquedista.

De acordo com o coordenador operacional e comandante do Corpo de Bombeiros da Capital (CBC), coronel Sulemar Barroso, todas as equipes que começaram as buscas no dia 15 deste mês, continuam empenhadas no trabalho de localização e resgate do desaparecido.

Segundo Sulemar, há equipes em embarcações, usando drones, em viaturas terrestres e aeronaves na missão de busca e resgate.

Informações

O comandante-geral do CBMAM, coronel Orleilso Muniz, solicita às pessoas que tiverem alguma pista do paraquedista que entrem em contato pelo 193, número de emergência do Corpo de Bombeiros.

“Toda e qualquer informação que chegar na nossa central 193, será checada pelas equipes de buscas que não estão medindo esforços para encontrar Luiz Henrique Cardelli”, destacou Muniz.

Fotos e video: CBMAM/Divulgação

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado.